Lígia Guerra

Lígia Guerra
Por que carrego doçura na alma e asas nos pés?
Porque sinto a vida além do óbvio.
Porque enxergo sol em dias de chuva.
Porque amo até mesmo o desamor.
Porque acolho cada gesto com os braços do coração.
Porque perfumo o caminho das estrelas.
Porque componho alegria na poesia da tristeza.
Porque desejo colorir a vida com olhos de fé!

- Lígia Guerra -

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Só não mude para ser aceito!



O amigo não te procurou, o namoro não vingou, o convite para festa não rolou... Então surge aquela pergunta enraizada das profundezas da insegurança: "O que eu tenho de errado?" Será que a culpa pelo desamor alheio é sempre nossa ou estamos focados em pessoas e em relações anoréxicas que jamais serão capazes de nutrir a reciprocidade do afeto? 

Existem pessoas que não sabem amar, outras que fingem amar quando lhes convém, infelizmente! Se a sua consciência está tranquila , reavalie os seus laços ao invés de ficar se culpando . É preciso compreender que ninguém é obrigado a nos amar, mas forçar uma situação só revela o quanto ‘o outro’ está liberado para abusar da ‘nossa’ autoestima. 

Mude de rota , de ambiente , de atitude ... 
Só não mude para ser aceito! 

 *Lígia Guerra*


Nenhum comentário: